Uma jornada pela audiência digital

Hoje vamos compartilhar nossos insights, desafios e conquistas nesses 8 meses de luta para mensuração da audiência digital de rádios como a sua.

Bot ou ouvinte real

No dia 05 de janeiro às 13:37 contratamos um novo servidor e, mal terminamos de instalar e configurar o streaming, quando abrimos o painel de estatísticas já tinha 1 "ouvinte" conectado! Como isso é possível?!

Depois que os players estavam configurados para enviar tráfego para esse novo servidor, em uma das inspeções manual de estabilidade notamos diversas conexões que passavam de 12 horas de duração.

Como é possível alguém ouvir 12 horas seguidas?

Um dos nossos programadores disse, "ah, as vezes quando eu faço home office, assim que ligo o computador já conecto no site da rádio e só fecho quando desligo pra ir dormir... e tem vezes que vou dormir umas 2h da manhã, rs, eu seria uma conexão dessa".

Okay Sr Luiz! Mas quantas pessoas mais fazem isso?

Mas de onde vem essa p#@$! de conexão?!

No começo de março a rádio Metropolitana FM de São Paulo rodou um piloto de uma semana conosco.

Porém, 2 dias depois que eles voltaram os players para o link antigo, ainda contabilizávamos mais de 3 mil acessos simultâneos!

"Cara, como isso é possível?" nos perguntou o coordenador deles.

Achávamos que poderia ser por causa de "cache" do browser dos ouvintes, afinal, era recente, porém, ainda hoje, meses depois de terem desligado tudo continuamos recebemos tentativas de conexão.

Mas de onde vem essa p#@$! de conexão?!

Ao longo dos últimos 8 meses deciframos parte dessa charada. Diferentes pessoas por diferentes motivos entram no site da rádio, copiam a url do streaming do player web da rádio e cadastram em outros lugares.

Parte desses outros lugares descobrimos por conta de mecanismos de segurança que desenvolvemos, que são:

"Conexão única"?

Pensamos, e se conseguíssemos "identificar" as conexões de forma que, posteriormente, pudéssemos analisar quantos identificadores únicos recebemos?

Depois de 4 meses de trabalho árduo, no final de julho/18, o mecanismo de identificação começou a funcionar bem e com um alto grau de confiabilidade quando os ouvintes utilizavam o player web das rádios. Ou seja, você acessa o site da rádio, da play e, quando volta ou abre uma outra aba e dá um novo play, nosso sistema consegue saber que essa conexões são da mesma máquina.

Ótimo, não?

Porém, quando o acesso vem de um aplicativo iOS, Android, Windows ou Mac, aí não funciona.

Passamos agosto/18 inteiro pesquisando técnicas para trabalhar com aplicativos iOS e Android e, agora em setembro e outubro, vamos rodar os pilotos.

Depois compartilhamos os resultados.

Digital x IBOPE

A partir dos dados da Pesquisa Radio Recall IBOPE disponíveis através do IBOPE Easymedia, a rádio consegue saber a média de pessoas sintonizadas por minuto assim:

IA% = (Total de minutos ouvidos / Total minutos disponíveis) x 100
IA# = (Universo x IA%) / 100

Todos os mecanismos de identificação de bots, canais e, agora, com os resultados preliminares da aferição de conexão única nos browser, demos um importantíssimo passo para a padronização da audiência da rádio seguindo a mesma regra utilizada pelo IBOPE.

A saga continua...

Estamos testando os mecanismos nos aplicativos iOS e Android que desenvolvemos e conversando com outros desenvolvedores para realizarem pequenos ajustes também.

Além disso, nosso time de engenharia está trabalhando com o apoio de um especialista em geo análise para transformar o mapeamento municipal oficial do IBGE em relatórios de audiência das praças analisadas pelo IBOPE.

Você ou a sua rádio quer participar ou contribuir de alguma forma?

Mande um email para contato@nextdial.com.br e vamos conversar.



Confira também: